5 comentários:
De Eduardo Louro a 12 de Julho de 2010 às 17:09
Não vi, mas disseram-me (e eu acredito) que o Iniesta deu uma volta ao campo, no final do jogo, com a bandeira da Catalunha, imagem que as câmaras inadvertidamente captaram e de que imediatamente se desviaram. O futebol é um manto enorme, que tudo cobre. Que consegue unir o que tudo separa. Espanha não foge à regra…


De Paulo Sousa a 12 de Julho de 2010 às 21:55
O que para os espanhóis propriamente ditos (aqueles que pretendem manter o status quo), onde o Rei naturalmente se inclui, a vitória de ontem foi uma oportunidade para mostrar aos separatistas o que têm a ganhar em serem espanhóis.
Mas também já existirá quem sonhe com um título mundial de futebol, não espanhol mas catalão. A história do copo meio cheio ou meio vazio.


Comentar post